terça-feira, 3 de novembro de 2015

Obrigada!

imagem daqui


Vou roubar um bocadinho do vosso tempo para vos falar de um assunto que não está relacionado com comida, mas que está inteiramente relacionado com o blog, com o que ele representa e os meus sentimentos em relação a isso. 

O blog difunde receitas. Quem me acompanha sabe que nem todas saem desta minha cabecinha, mas que a grande maioria são inspiradas noutros blogs e bloggers, chefs, cozinheiros e todo um enchente de gente e organizações que respeito neste mundo que é a comida. Sempre que isso acontece, cito as minhas fontes e descrevo-vos como se deu a busca por determinada receita, ou inspiração, e tudo o que a envolveu. Coloco nomes e links, para que consultem a fonte e percorram comigo esse caminho. Isso dá muito carácter aos meus posts e faz com que não sejam simples depósitos de ingredientes, mas sim histórias emocionantes sobre comida. 

Acontece que não sou a única blogger de comida. Há por aí muitos e muito bons blogs de comida, muitos de comida saudável e os de alimentação para bebés e crianças começam a ganhar número. Mas nem todos procuram esta ligação com o leitor. Nem todos envolvem os leitores nesta aventura que é criar comida e descobrir comida. São opções, nada contra.

Quando encontro uma receita minha num outro blog, sem que o Na Cadeira da Papa seja citado, só posso sentir orgulho! Faço parte da base de pesquisa e de leitura de outros escritores de comida, que tal como eu, só querem transmitir boas receitas, boas dicas e sugestões. Querem leitores satisfeitos, de curiosidade saciada, com as melhores ideias. Mesmo que não citem o Na Cadeira da Papa. Só posso sentir alegria, porque daqui depreendo que chegamos a muito lado e estamos certamente no topo das referências destes autores. Mesmo que não citem o Na Cadeira da Papa. 

Por isso, aqui vai o meu mais sincero e profundo obrigada a estes autores, que com os seus pequenos gestos validam todo o meu trabalho e fazem-no chegar a tanta gente. Mesmo que não citem o Na Cadeira da Papa.

:)

12 comentários:

  1. Sim, és uma referência para muitas mamãs. Para mim, és sem dúvida.
    Embora algumas receitas já me tenham saido frustradas, tento sempre mais uma vez... para que o Si experimente texturas e sabores novos... definitivamente, não o quero limitar ao arrozinho com ervilhas com bifinho de perú ou frango grelhado (se bem que é bem bom! Ele adora!)
    E ainda por cima, é interessante ver a disponibilidade que tens para responderes a
    Eu é que te agradeço! <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hehe obrigada pelo carinho <3

      Eliminar
    2. :D :D
      (mas não acabei a mensagem...estava a dizer:)

      E ainda por cima, é interessante ver a disponibilidade e paciência que tens para responderes a dúvidas básicas como "onde compras x ou y? " ou "tambem dá para fazer com y ou z? " ou "por quanto tempo dá ... ?"

      Da minha parte, aqui fica o meu agradecimento por toda a partilha de informação e só posso desejar que continues a divulgar as tuas experiências na cozinha e os comentários críticos das profissionais filhotas! Parabéns!

      Eliminar
  2. É uma forma bonita de ver a falta de ética que por aí anda!!! Não sei se teria essa capacidade de encaixe ;) mas parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há que ver sempre o lado bom e positivo! :D já é conhecido o "always look on the bright side of life"

      Eliminar
  3. Adoro a atitude. Já acompanhei muitos blogs que a "cópia" era mal encarada. Adoro a filosofia do blog. Recomendo a todas as mamãs =) Parabéns tem uma fã =) (pelo menos)

    ResponderEliminar
  4. Olá :) criei um blog há pouco tempo e fiquei a conhecer o seu blog através de outro blog... Acho que é essa também a função dos blogues: partilhar o que fazem e onde se inspiraram! Eu faço-o e gosto de quem o faz... Portanto apoiada nesta sua opinião ;)
    Ah, um à parte: não tenho filhos mas adoro o que partilha :)
    Beijinhos e continuação de bom trabalho
    Bruna
    http://acucarsal.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. Faz parte do bom senso! Mas sim, é um elogio ao teu trabalho. Eu aprendi contigo a citar a fonte da receita original :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma noa prática :) é ético, é claro e não há necessidade de recolher créditos pelas ideias que não são nossas. Aprendi que o que os leitores apreciam é um autor honesto. :)

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.