quarta-feira, 6 de maio de 2015

Bolachas de Quinoa [desde os 12 meses]


Ontem deparei com esta receita de bolachas de quinoa. Pareceram-me tão bem, mas tão bem, que fui a correr fazer! Só tinha um problema: o mel. Não queria pôr mel, e ainda era uma dose considerável. Recorri à querida Patrícia por uma solução e em conjunto concluímos que uma pasta de tâmaras seria uma ótima substituição.

E foi por aí que comecei: fazer pasta de tâmaras.

Pasta de tâmaras

1 chávena de tâmaras
2 chávenas de água

Cozer as tâmaras na água, até esta reduzir para metade, aproximadamente 30 minutos. Triturar com a varinha mágica, ou no robot de cozinha.




Cheguei a este belíssimo resultado, e era vez de passar às bolachas propriamente ditas.

Bolachas de Quinoa [desde os 12 meses]
(para 30-35 bolachas)


1 chávena de miolo de amêndoa triturada (ou farinha de amêndoa)
1 chávena de farinha de quinoa (pulverizei quinoa em grão no robot de cozinha)
1/2 chávena de farinha (pode-se usar farinha integral)
1 colher de chá de fermento
1/2 chávena de pasta de tâmaras
2 colheres de sopa de óleo vegetal, ou azeite, ou óleo de côco (ou qualquer óleo a gosto)


Com robot de cozinha

Pré-aquecer o forno a 180º. Colocar todos os ingredientes no copo e programar 20seg/vel6. Retirar do copo, moldar numa bola amassando. Estender a massa finamente, entre duas folhas de papel vegetal com um rolo da massa e cortar na forma desejada. Levar ao forno por 12 minutos (aproximadamente).


Sem robot de cozinha

Pré-aquecer o forno a 180º. Colocar todos os ingredientes secos, a amêndoa, a farinha de quinoa, a farinha e o fermento, numa taça e envolver até obter uma mistura homogénea. Juntar a pasta de tâmaras e o óleo, e amassar com as mãos, até obter uma bola. Estender a massa finamente, entre duas folhas de papel vegetal com um rolo da massa e cortar na forma desejada. Levar ao forno por 12 minutos (aproximadamente).





Confesso que fiquei reticente, quando a cozinha se inundou com o cheiro da quinoa. Já confessei anteriormente que não sou muito fã do sabor deste cereal e fiquei com receio que as bolachas soubessem demasiado a quinoa. Mas não. São absolutamente deliciosas, e a combinação de sabores é perfeita. 



São um pouco rijas, e não a típica bolacha que se desfaz. Mas a L. simplesmente adorou, não parava de pedir mais bolachas, mais bolachas. A T. teve mais dificuldade em comer, mas comeu, e gostou, claro..



Aqui a mãe, pôs um cadeado no frasco e atirou a chave pela janela, porque não consegui parar de as comer. E só de imaginar o bem que fazem... já viram? Quinoa, amêndoa e tâmaras? Devia ser obrigatório comer uma bolacha destas por dia, só pelas coisas boas que tem!

30 comentários:

  1. Será que posso triturar a quinoa? Não tenho farinha de quinoa. O que acha? Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Foi como fiz :) também não usei farinha de compra, triturei quinoa no robot de cozinha.

      Eliminar
    2. A quinoa é triturada em cru certo? Obgd

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. 11 meses será cedo para estas bolachas? Vejo que colocou a partir de 12... Foi por causa das tâmaras?

    ResponderEliminar
  4. Olá muito bom aspecto estas bolachas ;) Posso substituir as tamaras por mel?! Qual a quantidade?! Posso demolhar como fez as tamaras e por passas de uva?! Grata Mafalda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! A receita original tinha mel, na mesma quantidade: meia chávena. Passas uva parece-me excelente :D

      Eliminar
  5. O fermento é indispensável?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Diria que sim, porque as bolachas não cresceram nada com o fermento que pus.

      Eliminar
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  7. Já fiz, ficaram muito boas! Acho que não vão sobrar para o baby ;)

    ResponderEliminar
  8. Quero fazer as bolachas e tenho okara de leite de amêndoa. Achas que dá para substituir pela farinha de amêndoa? Vai ficar mais húmido...
    Obrigada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca usei okaras, mas deduzo que seja algo muito esponjoso e húmido, certo? Acho que pode substituir, mas aí talvez usasse as tâmaras pulverizadas, em vez de em pasta, para compensar a húmidade. Nunca experimentei, mas depois me poder dar feedbak, agradeço! :D

      Eliminar
  9. Parece me muito bem!! Vou experimentar ;)

    ResponderEliminar
  10. Vou fazer amanha! :)
    As tâmaras passam se com a agua de cozer ou só as tâmaras?
    Obrigada

    ResponderEliminar
  11. Acabadinhas de sair do forno. Uma delicia!!!!
    O meu filho não para se pedir mais bolacha!!! E nem dois anos tem!! Ate eu não resisto! Sobrou me pasta de tâmara, posso guardar no frigorífico ou congelar? Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom!! :) Se não tiver ideias de usar brevemente, é melhor congelar.

      Eliminar
  12. Já fiz e ficaram muito saborosas mas não ficaram duras como as suas parecem ter ficado ... do que será? Usou farinha de trigo integral ou normal? Obrigada

    ResponderEliminar
  13. As uvas passas também se demolham? Se sim porquê? Obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depende o que quer fazer com elas, mas diria que não. A tâmaras costumo demolhar, pois vêm envoltas num banho de glicose. O demolhe ajuda a eliminar esse açúcar adicionado. Mas a uva passa não costuma ter essa adição.

      Eliminar
  14. Ola. Help, preciso das medidas em grs sff. Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá. Actualmente tento ao máximo que as receitas tenham as medidas nas duas versões. Esta já não apanhou essa fase. Numa próxima vez que repita, colocarei as medidas em grs. Peço desculpa.

      Eliminar
  15. Ola. Help, preciso das medidas em grs sff. Obrigada

    ResponderEliminar
  16. Olá, quanto tempo duram as bolachas? Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Duram bastante, num frasco hermético, ou numa caixa que feche bem. Arriscarei 2-3 semanas, porque cá em casa raramente chegam a durar 1 semana e meia, desaparecem todas!

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.